ADD47

Retrato de Antero

Data
1940

Materiais e Técnicas
Tinta da china sobre papel

Medidas
Informação não disponível

Inscrições
ADacosta
[frente, canto inferior direito]

Coleção
Obra não localizada

Historial
 
O filósofo e poeta oitocentista Antero de Quental (1842-1891) é uma das figuras da Geração de 70 de origem açoriana (nascido em Ponta Delgada). António Dacosta fez algumas representações de Antero, sobretudo na década de 1940. Um retrato a desenho foi publicado em 1942 na revista Aventura de Ruy Cinatti (Aventura, Lisboa, nº2, Agosto 1942) [ADD47]. Outro retrato de Antero de Quental a guache da mesma época foi efectuado em conjunto com um retrato a carvão de Oliveira Martins – certamente a pedido de Eduardo Salgueiro (a quem pertenceu a importante Serenata Açoriana de 1940), editor da Inquérito – onde eram editados alguns escritores do círculo de Dacosta que teria 12 desenhos seus publicados em 1944 num livro de poemas de Ribeiro Couto (Uma Noite de Chuva e Outros Contos). Almada Negreiros efetuou também um retrato de Quental datado de 1942, que também pertenceu a Eduardo Salgueiro, que terá sido concebido na mesma linha de solicitações, apontando-se assim o trabalho de Dacosta para a mesma data. Não se consta que estes desenhos tenham sido usados em alguma publicação da altura nas edições Inquérito. Sabe-se que um dos retratos de Antero de Quental por Dacosta e outro por Almada Negreiros estiveram presentes numa Exposição Anteriana n’A Voz do Operário em junho de 1942 – presumindo-se, por terem chegado até nós emoldurados e pela proximidade destes dois retratos de Dacosta e Almada numa mesma coleção de origem, terem estado nesta exposição as peças que pertenceram a Eduardo Salgueiro.



Obras relacionadas